quinta-feira, 13 de abril de 2017

13 Reasons Why


Assisti a série tão falada: 13 reasons why. Achei muito legal e bem desenvolvida porque é daquelas que te prendem e você quer muito continuar assistindo. E o tema também é muito interessante porque, além da mensagem de que "bullying não é legal", nos faz ver que pequenas coisas importam e o que é uma brincadeira ou uma piada pra alguém pode ser algo muito impactante e doloroso para outra pessoa, pois nunca sabemos o que o outro está passando...
Isso me lembrou da época da escola. Eu nunca me senti "perseguida" com ofensas ou brincadeiras até porque isso não acontecia comigo com frequência e toda vez que alguém queria me zoar porque eu era "BV" ou porque levei o "lanche da mamãe" no recreio eu simplesmente não me importava. Mas não é todo mundo que não se importa e não podemos achar ou querer que as pessoas sejam como nós. Eu sempre tentei seguir o lema: trate as pessoas como você gostaria de ser tratado.
Por isso eu nunca achei engraçada as piadas com outras pessoas e tentava não participar disso e às vezes até defendia as pessoas quando via algo desrespeitoso acontecendo. Quando fazia aniversário sempre chamava todo mundo da minha sala, porque não gostava de excluir ninguém. Sempre fui (e sou) muito irônica, mas nunca brincava com a intenção de desrespeitar alguém, e quase nunca brincava com quem não conhecia direito, justamente por não saber como a pessoa entenderia a minha piada. Mas talvez eu pudesse ter feito mais do que isso... acho que tratar as pessoas como você gostaria de ser tratado foi um bom primeiro passo, mas devemos ir além, porque o fato de eu não me importar que me chamem de "ridícula" ou "burra" quando falo alguma besteira, por exemplo, não significa que eu posso falar desta maneira com outra pessoa porque ela pode se importar. É o que minha mãe sempre me diz: "Cuidado com as palavras, filha. Elas podem machucar alguém".

Nenhum comentário: